segunda-feira, 10 de outubro de 2011

HQ - Holy Avenger


No dia 12 de julho,eu tinha tido um dia de cão.Acordei às 6 horas da manhã pra me apresentar no exército,e saí de lá ainda em dúvida se vou ser convocado ou não (quem ler isso,por favor reze pra eu ter sorte e não ser convocado,porque de Sortudo eu só tenho o apelido).
Porém,quando cheguei em casa,o Daegar me contou uma coisa que foi uma surpresa muito agradável: meu artigo sobre D&D era o mais acessado do blog,e o sobre Tormenta era o segundo!
Fiquei muito feliz.Muito obrigado,vocês são foda.Vocês não são as Meninas Super-Poderosas,mas meu dia foi salvo graças a vocês.
Estou em São Paulo,então vai ficar difícil pra eu postar matérias sobre RPG.Então,pra compensar enquanto eu não volto,venho aqui lhes oferecer o casamento perfeito entre anime,mangá e RPG:
Holy Avenger.
Aqueles mais velhos com certeza devem conhecer Holy Avenger,e os outros com certeza já ouviram falar,mesmo que não conheçam.Se trata da história em mangá mais longa que já existiu no Brasil,contando com 40 números,mais duas edições extras,cinco especiais dos cinco personagens principais,uma edição especial sobre a arte dos personagens,edições encadernadas e um CD rádio-teatro com vozes de célebres dubladores como Guilherme Briggs (Sandro e Mestre Arsenal),Márcio Seixas (Narrador),Miriam Ficher (Niele),Marisa Leal (Lisandra),Mauro Ramos (Tork) e Petra Leão (dublando Petra Tpish,sua encarnação em Holy Avenger).Se você acompanha de perto o trabalho de dublagem de animes,com certeza reconheceu alguns dos nomes acima.
Tá,mas o que isso tem a ver com RPG?Simples.Holy Avenger é uma HQ nacional ambientada no mundo de Tormenta,tendo inclusive o lendário Mestre Arsenal como um dos principais vilões da história (e realçando ainda mais seu lado Darth Vader,porque no final descobrimos que ele é...ops,spoiler).Os protagonistas da história são personagens de uma antiga aventura escrita para AD&D,uma das primeiras ambientadas no universo de Tormenta.Temos uma druida,um ladrão (ou nem tanto assim...),uma elfa maga (ou nem tanto assim...[2]) e um troglodita anão vivendo aventuras pelo mundo de Arton.
Porém,aqui a ameaça não é nenhuma das vistas no artigo sobre Tormenta.Nada de Aliança Negra ou a própria Tormenta.Aqui,a história gira em torno da busca dos Rubis da Virtude,joias criadas pelos deuses que são os únicos artefatos capazes de devolver a vida ao Paladino,o maior herói de Arton (ou nem tanto assim...[3]).
Holy Avenger tem o roteiro de Marcelo Cassaro (um dos três autores de Tormenta,autor de 3D&T,e o autor brasileiro que eu mais admiro) e o desenho de Erica Awano (que também trabalhou com Cassaro em Dragon’s Bride,que certamente também merecerá um espaço aqui no futuro.Ela esteve aqui na GibiCon como convidada,e eu perdi minha chance de pegar um autógrafo dela na minha Holy Avenger T_T).Durante o tempo em que foi lançada,teve muitos fãs fieis.Realmente,isso foi o elemento que uniu,definitivamente,a estética anime e mangá ao RPG (para felicidade de uns e desgosto de outros;desnecessário dizer,eu estou no primeiro grupo,e vocês que estão lendo certamente também).
Bom,rasgação de seda de lado,vamos ao que interessa.Tá bem,Holy Avenger foi um sucesso,e coisa e tal.Mas o que diabos veremos em Holy Avenger?
Bom,pra começar,Holy Avenger trata basicamente de cinco personagens principais: Lisandra,Sandro,Niele,Tork e o Paladino.Para conhecer melhor a história,vejamos cada um deles em detalhes:
Lisandra: É uma druida (espécie de guerreiro mago das florestas) de Allihanna,Deusa da Natureza.Lisandra vive em Galrasia,uma ilha pré-histórica cheia de dinossauros.Em sonhos,ela vê imagens do Paladino de Arton,sonhos que a instigam em uma missão de ir atrás dos Rubis da Virtude,os únicos artefatos capazes de restaurar a antiga força do herói.Ela encara isso como uma missão sagrada,e se devota de corpo e alma para cumprir seu dever aos deuses,além de se apaixonar pelo Paladino de seus sonhos (ou pelo menos é o que ela acha...).Em batalha,ela invoca uma armadura feita da vegetação local para lutar,pois,dentre os deveres dos druidas de Allihanna,está o de nunca usar armas cortantes ou perfurantes de metal,apenas as oferecidas por este armamento natural.






Sandro Galtran: Sandro é o filho de Leon Galtran,o maior ladrão do Reinado.Leon possui uma recompensa milionária sob sua cabeça,e vive sendo procurado pelos caçadores de recompensa,que até chegaram a matar sua esposa,mãe de Sandro.Devido a isso,Leon nunca quis ensinar Sandro a ser um ladrão.Porém,Sandro aprendeu sozinho tudo o que sabe (o que não é muita coisa) e partiu em jornada como aventureiro.Em Valkaria,ajuda Lisandra a pegar o primeiro dos Rubis da Virtude,e se apaixona por ela (embora demore mais de trinta edições pra se tocar disso).Querendo “provar seu talento como ladrão”,Sandro decide ajudar Lisandra a reunir todos os outros Rubis da Virtude.Sandro,embora incompetente como ladrão,é um lutador fabuloso,ágil e esperto,capaz de derrubar e pregar peças em inimigos com muita facilidade,além de usar o kailash,uma arma que herdou (ou roubou) de seu pai,uma espécie de boleadeira mágica,que pode despedaçar um inimigo ou conjurar uma rede do nada para prendê-lo.

Niele: Nielendorane é uma elfa muito “carismática” que possuía um dos Rubis da Virtude,que pegou de um dragão ao colocá-lo para dormir,salvando a cidade de Malpetrim.A “maga mais famosa,poderosa e gostosa do Reinado” recebe a visita de Sandro Galtran,que vem atrás de seu Rubi da Virtude.Após muitas confusões,ela entrega seu Rubi e Sandro e decide acompanhá-lo em sua busca atrás dos outros.É,de longe,a personagem mais querida do cenário,chegando a ganhar o primeiro lugar no Top 100 de Tormenta da edição 100 da revista Dragão Brasil,e o segundo lugar no Top de Heroínas da revista Dragon Slayer,ficando atrás apenas de Shivara Sharpblade.Em batalha,Niele é uma maga excepcional,ou pelo menos é o que ela quer que os outros pensem.Na verdade,ela não conhece nadinha de magia: seu cajado,porém,possui em si um dos seis olhos de Sszzaas,o Deus da Traição e das Serpentes,e que lhe dá poder mágico infinito (apesar de,muitas vezes,acabar saindo a magia errada por engano,ao melhor estilo Presto).Niele decide usar esse poder,mesmo que vindo de um deus maligno,para fazer as pessoas felizes.Mas tudo tem seu preço...

Tork: Tork é um troglodita anão.Os trogloditas são uma espécie de homem-lagarto,criados por Tenebra,Deusa da Noite.Esta mesma deusa criou a raça dos anões,porém,as duas raças se odeiam.Então,quando nasce um troglodita anão,é sinal de que a deusa está muito furiosa.Com medo,os trogloditas abandonam o filhote,que normalmente morre.Mas Tork sobreviveu,e,educado por Celine,uma clériga de Tanna-toh,aprendeu a falar e agir como humano.Porém,cansado de ver seus entes queridos morrerem tentando protegê-lo,decidiu se refugiar em Galrasia,aonde não haviam humanos.Bom,pelo menos ele pensava que não haviam...ele encontra Lisandra lá,que havia sido criada por lobos,e a ensina a agir como humana,como fizeram com ele há tanto tempo atrás.Porém,quando vê Lisandra atender ao chamado de Allihanna para ser druida,fica furioso com a deusa por obrigar sua “filhota” a lutar.Então,parte de Galrasia,fazendo Lisandra prometer que nunca sairia de lá.Porém,quando Lisandra começa sua missão sagrada,Tork decide ajudá-la a recuperar os Rubis da Virtude,para que ela possa voltar logo pra Galrasia.Tork é MUITO boca-suja e resmungão,e temível em combate.Usa uma foice-machado que fez com a garra de um antigo inimigo cujo braço decepou,além dos próprios dentes.Adora tripas de goblin fresquinhas.

Paladino: O Paladino de Arton é o maior herói de toda Arton.Inicialmente o Paladino Único da deusa Toris,deusa menor do minúsculo reino de Jallar,foi amaldiçoado pela deusa quando se apaixonou por uma mortal.Foi encontrado semi-morto por um grupo de aventureiros,do qual fazia parte Leon Galtran,e salvo por eles.Em missões pelo grupo,acaba morto e,para ressuscitá-lo,o necromante Vladislav Tpish incrusta os Rubis da Virtude em seu corpo.O Paladino,então,deixa de ser o Paladino de Jallar e se torna o Paladino de Arton.Com tanto poder em seu corpo,se torna extremamente poderoso,mas sem emoção alguma,e passa a se devotar apenas a caçar o mal (ou,pelo menos,o que ele julga ser mal).Após ser destruído por um inimigo poderoso,seus Rubis da Virtude se espalham por toda Arton,e Lisandra recebe a missão de juntá-los e devolvê-los ao Paladino.Conforme vai se fortalecendo,o Paladino vai se modificando mentalmente,até que,no fim,revela o que realmente é.


A busca dos Rubis da Virtude (chamados por muitos de Bolinhas de Sagu) toma a maior parte de trama,e a história,que começa inocente,quase bobinha,vai amadurecendo e se tornando cada vez mais emocionante.Palavra de honra,muitos fãs chegaram a chorar ao ver momentos mais emocionantes da série (eu não me incluo entre esses...mas quase me incluí em certos momentos).
Além dos já citados,existem muitos outros personagens interessantes na trama,como por exemplo Petra Tpish,a doce cozinheira da Estalagem do Macaco Caolho Empalhado;James K,o temível pirata,antigo parceiro de Niele,e sua irmãzinha irritante Anne;Vladislav Tpish,pai de Petra,e um dos maiores necromantes de Arton;Tarso,o fraco esqueleto ajudante de Vladislav (ou nem tanto assim [4].É,aqui nada é o que parece);e,é claro,Luigi Sortudo,o bardo fodão que inspirou meu nick.
Já foram tentados dois relançamentos de Holy Avenger,e uma animação está em produção (mas só Deus sabe quando sai).Porém,muitos fãs não gostaram de modificações feitas na série,como a mudança nas roupas de Niele,o linguajar mais moderado de Tork,entre outros aspectos.Resta saber o que virá,pois os fãs mais leais permanecerão assim aconteça o que acontecer.
Resumindo tudo: Holy Avenger é ótimo.Digo mais: é o melhor mangá nacional que eu já vi.Digo ainda mais: é um dos melhores mangás que eu já vi (Marcelo Cassaro varre o chão com muitos mangakás japoneses).Foi um marco na história dos mangás aqui no Brasil,então leiam,pois vale muito a pena.
Que Nimb lhes role bons dados!
PS.: Ainda sobre Holy Avenger,eu,o legítimo Sortudo,estou com uma ideia milaborante na cabeça...por ora não posso prometer nada,mas se minha ideia se tornar verdade,certamente ouvirão falar dela aqui.
Adeus e muito obrigado por lerem!

Aonde baixar Holy Avenger:
Volumes 1 ao 14:
No último pack,com os especiais, “A Arte de Holy Avenger” está incompleto.Não achei em lugar nenhum scans desse especial,gomenasai.
O especial da Petra está em forma de imagens.Porém,eu converti pra PDF.Eis o link abaixo:

2 comentários:

  1. Adorei cara sempre quis conhecer muitos personagens entre eles o sumo-sacerdote de Tenebra queria conehercer mais sobre ele. pelo menos uma imagem colorida dele

    ResponderExcluir
  2. kraaa, q massa! qd vi essa página, tava mais ou menos na #30 e deixei pra ler só qd acabasse. Ainda bem, pq tu dah uns spoilers "LEGAIS" kkkk (história do Paladino, por exemplo)
    concordo com td q foi escrito, Cassaro eh um monstro!!! ai ai se fosse meu tio... kkkkk
    ainda fico impressionado como tanto material pode ser produzido por tão pouca gente (só ele e alguns amigos)... eles descreveram muito detalhadamente todos os lugares de Arton!! e ainda criaram dezenas (talvez centenas o.O) de personagens, suas histórias e relações com outros!
    dsd qd conheci (há 10 anos) sou fã. e eh como tu flw msm: uma vez fã, sempre fã, aconteça o que acontecer!

    ResponderExcluir